terça-feira, 18 de março de 2008

Pênalti é com o Vasco

Estamos apenas na metade de março e o Vasco da Gama já desponta em uma estatística: número de pênaltis a favor.

Em 14 jogos realizados na temporada, foram assinaladas 14 penalidades máximas. Média de uma por jogo.

Uma marca impressionante.

Em um primeiro momento, todos desconfiam das decisões dos árbitros, até porque o presidente do clube cruzmaltino é Eurico Miranda. Procuram erros na marcação e questionam a integridade do juiz.

Mas a realidade tem mostrado que, pelo menos neste caso, a arbitragem está se saindo muito bem. Estiveram corretos em 12 oportunidades. Nas outras duas, os lances foram interpretativos e nem com o auxílio da televisão é possível se chegar a uma conclusão, o que isenta a arbitragem.

Uma possível explicação para essa quantidade de pênaltis pode ser a velocidade. Na maioria das vezes, os comandados de Alfredo Sampaio se antecipam aos marcadores e acabam derrubados dentro da área.

Até o momento, o lateral-direito Wagner Diniz foi o atleta que mais sofreu pênaltis: cinco. Morais e Alan Kardec, com dois cada, também se destacam na contagem.

Outro dado curioso é o número de jogadores que cobraram as penalidades: seis. Edmundo, Morais, Tiago, Leandro Bonfim, Alex Teixeira e Bruno Meneghel.

Disponibilizo a lista completa dos pênaltis do Vasco em 2008 e dos profissionais que estiveram envolvidos nos respectivos lances:

Taça Guanabara

17/2 Vasco 1x2 Flamengo (Morais)

10/2 Vasco 5x1 Cabofriense (Morais)

6/2 Vasco 2x0 Friburguense (Calisto)

31/1 Vasco 5x2 Resende (Wagner Diniz e Bruno Meneghel)

26/1 Vasco 3x0 Mesquita (Alan Kardec)

23/1 Vasco 1x0 Americano (Alan Kardec)

Taça Rio

16/3 Vasco 4x1 Cardoso Moreira (Wagner Diniz sofreu ambos. Segundo duvidoso)

13/3 Vasco 4x0 Macaé (Jorge Luiz e Wagner Diniz)

9/3 Vasco 2x0 Duque de Caxias (Jean)

2/3 Vasco 4x0 Boavista (Wagner Diniz)

Copa do Brasil

13/2 Itabaiana 0x1 Vasco (Abuda – duvidoso)

2 comentários:

Arthur Virgílio disse...

Apesar de ter muitos penâltis a seu favor, o Vasco vacilou em algumas cobranças, uma delas na semifinal da Taça Guanabara, quando Edmundo perdeu um penal.

Klaus disse...

Belíssimo levantamento!! Alguns pênaltis duvidosos, principalmente no Wágner Diniz. 14 em 14 é algo relevante e impactante. O Palmeiras, no Brasileirão, só teve o 1º pênalti a favor na 36ª rodada, contra o Sport. Abração!!