terça-feira, 18 de novembro de 2008

Barrichello permanece na Honda em 2009; Senna, só em 2010*

Esta informação foi divulgada no blog Laje de Imprensa, do repórter do site do Grande Prêmio, Bruno Vicaria.

Como sempre, tem aquela história de "um passarinho me contou".

Flávio Gomes, jornalista da ESPN Brasil e dono do Grande Prêmio, preferiu que a notícia não fosse publicada no site.

Prefere esperar. Segundo Gomes, as informações são suficientes para serem publicadas em um blog, mas não em um site: "É uma nova era no jornalismo e estamos aprendendo a lidar com ela".

O Vicaria pode se sentir desvalorizado - e até pode ter dado a informação errada -, mas pelo menos fez com que todas as redações se mexessem em busca da sonhada notícia.

Aí vai o post do blog Laje de Imprensa:

Barrichello permanece na Honda em 2009; Senna, só em 2010

É, amigos, vocês leram certo.

A Honda já fez sua escolha para 2009 e todo esse vestibular não passa de fachada. Na verdade, a montadora japonesa também já optou por Bruno Senna em 2010, o que, para mim, era a escolha mais sensata.

Um passarinho influente me contou que o vestibular, na verdade, é para ajudar Bruno Senna a tentar angariar uns patrocínios visando a temporada de 2010. E que Barrichello fará seu ano de despedida na F-1 em 2009, em um período transitório, onde o mais velho cederá o lugar ao mais novo, que fará as vezes de test-driver, aos poucos. Segundo este passarinho, "as chances de este cenário mudar são mínimas". Tudo bem, pode mudar, mas não é o que parece no momento.

Isso comprovaria a tranquilidade de Barrichello nas últimas semanas(Inclusive, na Granja, ele estreou um macacão da Honda preto, todo bonito).E Lucas Di Grassi nessa história? Ele pode seguir como piloto de testes na Renault, esperando um outro vacilo de Nelsinho Piquet, o que tem grandes chances de acontecer. Não se sabe qual será seu futuro, mas tudo leva a crer que ele está de laranja nessa história.

Por fim, Rubens Barrichello poderá ter uma despedida digna. Mesmo ele sendo uma pessoa que não saiba capitalizar nada a seu favor e simpática, na maioria das vezes, apenas na frente das câmeras. E, nisso tudo, apenas Di Grassi não terá um final feliz. Por enquanto.

Pronto, contei!

Um comentário:

Bruno Vicaria disse...

Desvalorizado? De jeito nenhum! A notícia bate de frente com outras fontes a favor e contra o que ouvi. Publiquei na Laje a pedido da pessoa e só estamparia no Grande Prêmio se ouvisse de mais pessoas inseridas no contexto, tudo com o crivo de Gomes e Victor. Somos, acima de tudo, jornalistas e não vamos publicar algo de que não temos tanta certeza.