segunda-feira, 10 de agosto de 2009

ATP Masters 1000 de Montreal

A partir desta segunda-feira, 10 de agosto, o fã de tênis voltará a acompanhar os melhores tenistas do mundo no Aberto do Canadá.

Para quem não sabe, este é o terceiro torneio mais antigo do circuito, atrás apenas de Wimbledon e do US Open. Foi criado em 1881 e, atualmente, tem como sedes as cidades de Toronto e Montreal.

Existe uma alternância de sede todo ano. Em 2009, é a vez de Montreal.

Se há algo sensacional no Aberto do Canadá é a imprevisibilidade de resultados.

Quase todo ano temos uma zebra chegando às fases decisivas.

Em 1997, Guga perdeu a final para o desconhecido Chris Woodruff. Com o título, o americano alcançou na ocasião o melhor ranking de sua carreira: a vigésima nona colocação.

Em 2000, o israelense Harel Levy saiu do qualyfing e alcançou a decisão. Acabou derrotado pelo russo Marat Safin.

O romeno Andrei Pavel deu as caras em 2001, conquistando seu único Masters 1000 ao superar o australiano Patrick Rafter.

Outras surpresas ainda foram os vice-campeonatos de Richard Gasquet em 2006 e do alemão Nicolas Kiefer em 2008. O primeiro ainda era visto como uma grande promessa e o segundo ressurgiu no circuito após o ótimo desempenho em Toronto.

Portanto, este ano, não estranhem se algum azarão der as caras.

Ainda mais com Rafael Nadal voltando de contusão e Roger Federer de uma "licença-maternidade".

2 comentários:

Blog do Deco disse...

Eu gosto do Tenis! Mas escolhi, ou melhor, tem um estilo de jogo que me agrada mais, daí minha preferencia por Rafael Nadal e m detrimento do multi-Campeão Federer!

Rafael Campos disse...

Surpresas sempre são legais, ainda mais com esse número restrito de tenistas consagrados no circuito.