sábado, 22 de dezembro de 2007

Equipe de vôlei feminino adere ao profissionalismo

Num esporte como o voleibol, é difícil vermos uma equipe que se mantenha em atividade por mais do que cinco temporadas.

Agora, uma franquia que, além de cumprir esse objetivo, ainda realiza ações de marketing e busca fidelizar o torcedor, é inédito.

Esse é o Rio de Janeiro/Rexona/Ades, de Bernardinho. Deixo aos leitores a divulgação da promoção, feita para o jogo em que perderam para o Brusque/Brasil Telecom no tie-break.

Quanto a promoção, o Rexona oferece descontos em todos os jogos, acompanhar os treinamentos das meninas e brindes.

Que o projeto continue dando certo.

2 comentários:

Victor Hugo Antinossi disse...

Na minha opinião, o volêi nacional tem 3 níveis:

Nível 1:
Minas Tênis Clube

Está há anos disputando o masculino e feminino e sempre chegando nas finais. É uma potência no nosso país.

Nível 2:
Cimed / Florianópolis (Masculino)
Finasa / Osasco (Feminino)
Rexona / RJ (Feminino)
Unisul e Ulbra (Masculino)

Montam equipes fortes em parcerias com grandes empresas, mas não são tradicionais no volêi. São equipes jovens!

Nível 3:
As demais, que só figuram na competição!

Carlão Azul disse...

Sassá a BARBACENENSE que é destaque na equipe do Rexona.
O Volei dá demonstrações de muito mais profissionalismo que o futebol principalmente no que diz respeito às ações dos dirigentes.

Saudações Celestes
SITE/BLOG.....UM 2008 DE PAZ PRA TODOS
Sou Cruzeirense-Site
Sou Cruzeirense-Blog
ENTREM E SINTAM-SE A VONTADE