quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

O segredo de Monfils e o bom começo de ano do tênis francês


Após o letão Ernest Gulbis surpreender Novak Djokovic em Brisbane, foi a vez do francês Gael Monfils conseguir uma façanha: derrotar o espanhol Rafael Nadal em Doha (duplo 6/4).

Monfils é uma promessa do tênis francês. Porém, era tratado como o quarto jogador do país, atrás de Tsonga, Simon e Gasquet. A partir de agora, tudo muda.

Antes de começar a temporada, ele havia dito que seu objetivo era atingir o Top Ten ao fim de 2009. Chegará, a não ser que sofra uma contusão.

O segredo de Monfils? Sua força. Olhe a foto. O francês fortaleceu sua musculatura. Seus golpes estão mais pesados. Com a movimentação que já dispõe, dará muito trabalho.

Mais uma coisa: reparem como a França entrou no cenário mundial de vez.

Só nesta semana, são seis tenistas em semifinais de ATPs, contando masculino e feminino. Monfils já chegou em Doha. Mathieu em Brisbane. E Gasquet e Tsonga duelam por uma vaga também na Austrália. O número só não é maior porque Florent Serra perdeu nas quartas do torneio australiano para Verdasco.

Entre as mulheres, Amélie Mauresmo parece estar renascendo. Eliminou Ana Ivanovic, em má fase, e enfrenta a compatriota Marion Bartoli por uma vaga na decisão do WTA de Brisbane. Ali pertinho, na Nova Zelândia, Aravane Rezai também está entre as quatro.

Ah...e se prepare, porque vem mais por aí. No Australian Open, dois tenistas da nova geração receberam "wild cards". Adrian Mannarino, número 129 do mundo, e Kristina Mladenovic, de apenas 15 anos e que obteve bons resultados no circuito juvenil em 2008.

Um comentário:

Blog F1 Trulli disse...

Show msm
Gosto muito de tênis e minha torcida é sempre para os franceses Gael Monfils e Jo-Wilfried Tsonga (e tb torço pro James Blake)

Monfils joga no estilo q eu + gosto, força “solta” o braço, só faltava um pouco + d experiência (cometia uns erros bestas)

Abração
Ciro Nery